top of page

Dor crônica, como tratar? Por onde começar?

[Profissionais de saúde]


A dor crônica não está associada a nocicepção (ou lesão), logo, a linha de raciocínio cartesiana de causa e efeito não corresponderia a sua explicação ou justificativa. Sem compreender a dor crônica, será difícil planejar a avaliação e o tratamento da dor crônica.


A dor crônica envolve alterações na plasticidade cortical que influenciam as interações na neuromatrix cortical, facilitam a excitabilidade da dor, inibem outros que promovem redução na percepção da dor ...


Porém, temos um probleminha....


A formação universitária de 99% dos profissionais de saúde foi sob a lógica de raciocínio clínico dualista, cartesiano. Precisa-se identificar a causa para poder planejar o tratamento.


Se na dor crônica o elemento desencadeador não pode mais ser acessado, pois já promoveu alterações na neuromatrix cortical do paciente, como tratar? Como abordar o córtex?


Neste momento encaixa-se o modelo Biopsicossocial. Onde o efeito influencia a própria "causa. A dor crônica enquanto patologia influencia seu sintoma, e vice versa.


Um pouco confuso. mas se conseguirmos pensar fora da caixa, inclusive fora da caixola (córtex) poderemos compreender nosso paciente com dor crônica dentro de seu contexto.


Compreender o contexto será a

chave para planejar esse tratamento!

Comentários


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square