top of page

Cefaleias e outras dores de cabeça




Dor de cabeça, acredita-se que menos de 10% das pessoas no planeta vão escapar dessa dor ao longo da sua vida.


A dor mais comum, que pode durar horas e as vezes dias… pode ser intensa mas também pode ser como “um fundo musical irritante”.


A questão é que dor de cabeça também tem que tratar!


Mas antes de tratar precisamos ser como detetives e encontrar a causa.


A dor de cabeça pode ser por culpa a alimentação ou da bebida, por causa do estresse e da preocupação, por estamos cansados, ou por doenças orgânicas como a pressão alta.



Durante as crises de dor as pessoas podem ficar sensíveis a luz, aos sons, podem até sentir-se tontas. Por isso a importância de procurar “abrigo" para nos acolhermos quando estamos com dor.


Um quarto, confortável, escuro, silencioso… as vezes é uma ótima solução. Permita-se essas estratégias para o alivio da sua dor de cabeça.


O primeiro passo é sem dúvida alguma procurar ajuda para encontrar a causa ou o diagnóstico da dor para depois podermos tratar.


Cefaleias, migrarias, enxaquecas,… são muitos nomes,

diferentes tipos de dores, umas doem só de um lado da cabeça, outras doem dos dois lados.


Tem aquelas que são em pressão, aperto e outras ficam pulsando.

Cada um reconhece a sua, e sabe quando ela está diferente “do normal”.



Mas se essa dor é tão comum, por que deveríamos tratar, pois ela sempre passa.


Mas se dor não é normal , por que é tão comum ?


O tratamento pode ser caro e complexo?


Nao … mas é importante entender a importância de tomar o remedio no início da dor. Remédio mais mais que medicamento, remédio é o que vai ajudar a aliviar ou curar, o calor, deitar, ficar no escuro



Quando deixa de ser uma dorzinha de cabeça por causa do estresse e das preocupações?


A Sociedade Brasileira de Cefaleia sugere que três dores de cabeça por mês, durante 3 meses é motivo de consulta sim!

Se são dores mais esporádicas, dá para controlar com seus remédios.




Pessoa com enxaqueca podem desenvolver algumas estratégias achando que estão ajudando, mas no fundo estão piorando a dor de cabeça.


Vou destacar duas delas:


  • algumas dores crônicas precisam ter o “mal cortado pela raiz” logo recomenda-se que o medicamento seja ingerido no comecinho da dor. Nada de ficar tentando suportar a dor e esperar que ela fique intolerável para se medicar. Muitos remédios e até as estratégias não farmacológicas são mais simples e de maior resposta anti dor quando utilizadas com dores mais leves. Logo: Tomar o medicamento quando a dor ainda está fraquinha. Tomar o medicamento, ou o remédio no inicío da dor, dores em de 3/4 em uma escala onde zero é sem dor e 10 a máxima tolerável ; os medicamentos simples , banho quentinho, afastar-se da luz e dos barulhos, podem ajudar a aliviar mesmo!


  • Talvez por que tenhamos divulgado tanto essa informação, algumas pessoas passaram tomar sempre um remedinho para a dor. Porém, o uso contínuo de alguns medicamentos simples se utilizados de forma contínua podem ser a causa da dor de cabeça! Então, a orientação específica para o seu tipo de dor de cabeça é muito importante. Assim você saberá se não está exagerando na dose ou sendo negligente com a sua dor; lembrando que ambos agravam as dores. Algumas dores de cabeça tem um comportamento diferente e aliviam com uma caminhada leve.


Para enfrentar a dor, faz parte descobrirmos como controlá-la.



Mas, o tal cafezinho, será que causa dor de cabeça?


A cafeína tem um efeito fisiológico em nosso corpo, mas seu efeito e dose variam de pessoa para pessoa. Algumas pessoas podem ter dor de cabeça por causa do café; outras podem ter dor de cabeça se não tomarem café! O segredo está no nosso protagonismo, cada um deve observar como se sente, como responde ao café, ao açúcar, e outros alimentos.


Os profissionais de saúde, os médicos estão aí para nos ajudar a definir como melhorar com outras químicas, mas no cotidiano nós podemos nos observar para entender (e explicar) melhor como nos sentimos.









Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page