top of page

Algumas atualizações sobre a dor


Infelizmente, muita gente acha que viver com dor é normal,

seja por causa da sua idade ou por motivo de algumas alterações nos exames de imagem (radiografia, tomografia, ressonância....).


Mas a verdade é que: viver com dor

.... não alivia

.... não acostuma

....não se esquece.


Nosso sistema nervoso aprende.

Todo o estímulo é interpretado e novas interações entre os neurônios permitem o aprendizado.

Proteínas sintetizadas por nosso RNAm

[nossas proteínas com a nossa carga genética]

são importantes para a comunicação entre os neurônios,

ou seja, os neurotransmissores que garantem a eficiência das sinapses.


Quanto maior e mais frequente o estímulo

Mais as vias corticais aprendem


Novos percursos são aprendidos e registrados em nossa malha neural (rede neural, ou neuromatriz)


Então,

viver com dor....

ensina - INFELIZMENTE - nosso corpo a ser mais sensível a alguns estímulos dolorosos (NÃO que dizer que seja sensível à qualquer estímulo).



É como aprender um novo idioma...

demora.


Para esquecer (o novo idioma)....

precisamos aprender ou conviver em um local que nos dê outros estímulos linguísticos (fala-se outro idioma).


A dor crônica não é sua "lingua materna"

ela é como se você aprendesse japonês ou francês

Sendo estimulado diariamente você aprende melhor e mais rápido; isso é a tal imersão.

Talvez, você tenha vivenciado alguns momentos de imersão na linguagem da dor.


Para esquecer um idioma aprendido,

não será através da negação.

Mas sim por não estar mais em um ambiente que o estimule a manter aquele aprendizado "na ponta da língua" ou à flor da pele.


Vamos aprender novas percepções,

Vamos acordar velhas sensações.



Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page