ONDE ESTAMOS

HORÁRIO

Rua Deputado Antonio Edu Vieira, 58, Florianópolis, SC

CEP 88040-000

Recepção:

Seg-Qui 8:00h às 12:00h 

Seg-Sex 13:30h às 17:30h

Demais horários

atendimento@educaador.com

FALE CONOSCO

Recepção - Telefone:

(48) 3371.3367

(48) 99677.0246

WhatsApp

(48) 99677.0246

Email: atendimento@educaador.com

Nome da empresa: Educa a dor - Tratamento multidisciplinar de dores crônicas Ltda 

CNPJ 10.582.637/0001-97. 

Endereço comercial:   Rua Deputado Antônio Edu Viera, 58,  Florianópolis, SC, Brasil - CEP 88040-000

Data estimada de entrega dos produtos: até  3 dias úteis após a confirmação do pagamento.

© 2023 by Nick Erickson Physiotherapy. Proudly created with Wix.com

Auto-medicação X Dor crônica


Um dos grandes vilões para que uma dor aguda evolua para a dor crônica é justamente a auto-medicação.

Isto é triste, mas é bem argumentado por pesquisas clínicas; e principalmente para as dores de cabeça.

Considero esta situação triste por vários motivos:

Primeiro,

porque tenho CERTEZA que a pessoa ao se auto-medicar queria simplesmente melhorar o mais rápido possível. Alguém que se auto-medica está procurando por um alívio rápido para aquela situação de dor, incapacidade e desconforto.

Segundo,

pela decepção ao procurar serviços de saúde e não ter sua dor valorizada.

- Seja porque a própria pessoa que sofre se julga com uma "dor pequena comparada a de outro paciente".

- Seja porque o profissional de saúde que lhe atendeu subestimou a sua dor. As vezes por não entender, não reconhecer, não acreditar no sintoma. Independente da justificativa, ... não subestime a sua dor!

Acredite, a dor de cada um importa sim!

A sua dor é importante, não a subestime e procure ajuda especializada.

Terceiro,

por não ter efeito benéfico do medicamento ou tratamento prescrito, e ... a pessoa passa a desacreditar nas opções que os serviços de saúde lhe oferecem. Mas, lembre-se da importância de Conversar, a dor é um sintoma e é sujeito, somente você pode avaliar sua intensidade e os efeitos benéficos e efeitos colaterais dos tratamentos, Converse sem medo com os profissionais de saúde, somente assim, poderemos ajudá-lo e ajustar os tratamentos.

Quarto,

às vezes, as pessoas não tem recursos para os tratamentos prescritos, e procuram outras formas de se tratar. Mas, sem saber, correm riscos. Por isso é tão importante Conversar! Explicar que não tem recursos para comprar este ou aquele medicamento; para fazer acompanhamento com psicólogo, fisioterapeuta e terapeuta ocupacional - "tudo ao mesmo tempo"

Lembre-se sempre que a dor (aguda) é definida como um sinal de alarme e precisa ser acolhida, diagnosticada e tratada corretamente.

A dor aguda não tratada corretamente, pode evoluir para uma situação de dor crônica. A dor crônica é uma situação de dor bem mais complicada para o tratamento.

#Quetal

46 visualizações