Avançar para o conteúdo principal

Qual o melhor tratamento para a dor?

 


"corpo dolorido,  sensação de formigamento....
parece que meu corpo não responde mais como antigamente..."








Vários tratamentos podem ajudá-lo(a) no alívio das suas dores e na reeducação do movimento.  Estudos clínicos e científicos demonstram melhora na qualidade de vida, redução das dores e de outros sintomas associados.

Mas.... existe um pequeno porém...todo tratamento precisa de elementos chaves que  consistem em VOCÊ  MOTIVADO (A) e SEU CORPO ACEITANDO as mudanças posturais e dinâmicas que lhes são propostas. 



Vários clientes comentam a lista de tratamentos percorridos, alguns com efeitos temporários e outros de alívio singelo dos sintomas.
As vezes, o problema não é da técnica utilizada pelo profissional (GDS  RPG  Busquet  Osteopatia Quiropraxia ....), mas sim,  do momento em que a técnica foi aplicada ao seu corpo.

Mais ou menos  como em receitas culinárias, onde a ordem dos alimentos/substâncias altera a qualidade da comida. (ex.: momento do fermento para um bolo)




Outro elemento importante é a respiração.

Para que seu corpo mude o padrão de funcionamento e alivie suas dores é necessário que você consiga respirar profundamente.
Que você mude sua postura e mova-se não mais com aquela respiração rápida e superficial de quando estamos preocupados, com dor ou ansiosos.




É NECESSÁRIO QUE SEU CORPO CONSIGA RESPIRAR CONFORTAVELMENTE COM O NOVO PADRÃO POSTURAL QUE LHE É OFERECIDO PELAS TÉCNICAS DE FISIOTERAPIA.


você deve se perguntar:

como saber qual o tratamento que preciso para aliviar as minhas dores?



Embora alguns tratamentos sejam meio dolorosos é importante você perceber que seu corpo "está soltando", que suas dores estão reduzindo e que você consegue respirar profundamente e relaxadamente.

Não aquela respiração que temos quando estamos cansados ou tensos, mas aquela de uma criança dormindo, .... entregue a sensação de relaxamento.





o que fazer para as dores não voltarem?

Está resposta existe, e pode ser verdadeira! Com o alivio da dor, você precisa reeducar o movimento e funcionamentomde seu corpo!

Faça novos exercícios,  imponha suavemente seu corpo a novos desafios. Pilates, dança, treinamento funcional, escalada.... existem muitas atividas divertidas que podem lhe ajudar a previnir as crises.



não desista, viver com dor não é normal!
procure ajuda de profissionais especializados.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Prevenção da dor crônica

O tratamento precoce de qualquer doença sempre foi uma sábia ação.Com a dor não é diferente. Não sofra à toa! Não tente suportar a dor em situações difíceis e sobretudo, Não deixe que a dor influencie a sua qualidade de vida! Tome uma atitude, adote estratégias (farmacológicas ou não) para o conter o sintoma. 
Eu me lembro bem, eu no pós-operatório da minha cirurgia de apendicite (com 9 semanas de gestação do meu primeiro bebê). Acordei e senti dor. Pedi analgésicos até chegar a um vestígio do sintoma. Eu não ia sair dali com dor né!? Eu estava no melhor local para ser medicada, tinha que garantir meu conforto ali, no hospital, tanto no pré operatório quando no pós! Afinal de contas se estudamos a dor crônica e verificamos que cirurgias com analgesia ineficaz são potenciais fatores de risco para a dor persistente - eu não queria isso de brinde!? E Nem você! Então fale SEMPRE e não sinta dor à toa.
(abro parênteses para defender a dor do parto natural - esta não é uma dor à toa, é uma do…

Dor no Frio - piora? o que fazer?

Desmistificando a Hérnia de Disco - Entrevista

08/10/2016Saúde Mal recorrente na população adulta, cerca de 30% das dores na coluna
podem se tornar crônicas – com maior intensidade e duração. Entre as causas mais
comuns, está a Hérnia de Disco. Advinda de uma fissura no disco intervertebral,
é resultado da má postura, de exercícios ou movimentos bruscos, que pressiona
os nervos da região e gera dor.
“Entre cada corpo vertebral, há um disco intervertebral, cuja função é amortecer e garantir a mobilidade da coluna em diversas direções. A hérnia é uma projeção do disco além do limite do corpo vertebral, uma espécie de massa de modelar seca que, ao mobilizar, perde sua integridade – ao contrário de uma massa nova, úmida, que podemos trabalhar em várias direções sem desmanchar”, explica a dra. Juliana Barcellos, Coordenadora Científica do Comitê de Dor e Movimento da Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED).
A fisioterapeuta alerta que uma quantidade significativa da população adulta sofre de hérnia de disco e apo…