Avançar para o conteúdo principal

Faça como os bebês: brinque, coma e durma bem.

Bom dia,
Ao acordar hoje de manhã, você se sentia em forma, totalmente preparado(a) para encarar um novo dia, uma nova semana?
 
Ou

Você precisou de alguns minutos extras se revirando na cama, para acordar seu corpo, reduzir a rigidez matinal, aliviar um pouco as dores no pescoço, no quadril,...?

Talvez você não acorde mais com o mesmo vigor que sentia na adolescência e infância- isto é natural, a vida adulta nos impões inúmeras responsabilidades que podem prejudicar nossa qualidade do sono, alimentação e rotina em geral.

Você sabia que recuperar a rotina pode ser uma ótima estratégia no combate a algumas dores crônicas?



Para construir uma rotina saudável sugerimos que você observe os bebês e as crianças. Você pode aprender muito com eles: 


  -  Rotina do sono -  cada bebê tem uma rotina, algumas tomam banho, outras ouvem histórias ou músicas, dormem com um brinquedo, ...
... mas todas têm um ritual para a conquista do sono. Geralmente precedido por um momento calmo para tranquilizar o corpo e com horário rigoroso para deitar-se. 

Você já parou para pensar no seu ritual para ir dormir? 
Noticiário na TV, trabalhar no computador, conversas ao telefone... 
não costumam ser estratégias que tranquilizem seu corpo e 
o preparam para ir dormir... 
 
  -   Alimentação saudável - muitas frutas, legumes e verduras. Os pais geramelmente se preocupam com a qualidade dos alimentos que os filhos comem. Mas, será que eles (os pais) costumam avaliar a qualidade dos alimentos que ingerem?

Você lembra quantas frutas comeu ontem? 
Atingiu o mínimo recomendável pelos guia alimentar? 
 (mínimo = de 3 a 5porções de frutas/verduras/legumes)

 - Exercícios - bebês (crianças) costumam explorar o mundo e os movimentos de seu corpo. Determinados a conhecer os limites de seu corpo (e os limites do ambiente em que vivem - risos) ele se alongam, treinam equilíbrio, flexibilidade e força.

Seu corpo têm lhe ajudado a explorar o seu universo? (ou tem atrapalhado?!) 




Embora pareça um pouco irônico e aparentemente simples, 
mudar sua rotina não é uma tarefa fácil.
Diversos obstáculos podem atrapalhar esta conquista de qualidade de vida.

Adaptar-se a uma nova rotina exige muita determinação e organização pessoal. Você pode solicitar ajuda aos profissionais da saúde (prof. de educação física, fisioterapeuta, psicólogo, nutricionista, ....)



Nossa equipe pode ajudá-lo

 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Prevenção da dor crônica

O tratamento precoce de qualquer doença sempre foi uma sábia ação.Com a dor não é diferente. Não sofra à toa! Não tente suportar a dor em situações difíceis e sobretudo, Não deixe que a dor influencie a sua qualidade de vida! Tome uma atitude, adote estratégias (farmacológicas ou não) para o conter o sintoma. 
Eu me lembro bem, eu no pós-operatório da minha cirurgia de apendicite (com 9 semanas de gestação do meu primeiro bebê). Acordei e senti dor. Pedi analgésicos até chegar a um vestígio do sintoma. Eu não ia sair dali com dor né!? Eu estava no melhor local para ser medicada, tinha que garantir meu conforto ali, no hospital, tanto no pré operatório quando no pós! Afinal de contas se estudamos a dor crônica e verificamos que cirurgias com analgesia ineficaz são potenciais fatores de risco para a dor persistente - eu não queria isso de brinde!? E Nem você! Então fale SEMPRE e não sinta dor à toa.
(abro parênteses para defender a dor do parto natural - esta não é uma dor à toa, é uma do…

Dor no Frio - piora? o que fazer?

Hernia de disco - na mídia - com Dra. Juliana Barcellos de Souza, PhD, Fisioterapeuta Educa a Dor

Mal recorrente na população adulta, cerca de 30% das dores na colunapodem se tornar crônicas – com maior intensidade e duração. Entre as causas mais comuns, está a Hérnia de Disco. Advinda de uma fissura no disco intervertebral,é resultado da má postura, de exercícios ou movimentos bruscos, que pressiona os nervos da região e gera dor.

“Entre cada corpo vertebral, há um disco intervertebral, cuja função é amortecer e garantir a mobilidade da coluna em diversas direções. A hérnia é uma projeção do disco além do limite do corpo vertebral, uma espécie de massa de modelar seca que, ao mobilizar, perde sua integridade - ao contrário de uma massa nova, úmida, que podemos trabalhar em várias direções sem desmanchar”, explica a dra. Juliana Barcellos, Coordenadora Científica do Comitê de Dor e Movimento da Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED).

A fisioterapeuta alerta que uma quantidade significativa da população adulta sofre de hérnia de disco e aponta possíveis fatore…