Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2011

Cérebro humano - Airton L. Mendonça

Cérebro humano
Por Airton Luiz Mendonça


O cérebro humano mede o tempo por meio da observação dos movimentos.

Se alguém colocar você dentro de uma sala branca vazia, sem nenhuma
mobília, sem portas ou janelas, sem relógio... você começará a perder
a noção do tempo.

Por alguns dias, sua mente detectará a passagem do tempo sentindo as
reações internas do seu corpo, incluindo os batimentos cardíacos,
ciclos de sono, fome, sede e pressão sanguínea.

Isso acontece porque nossa noção de passagem do tempo deriva do
movimento dos objetos, pessoas, sinais naturais e da repetição de
eventos cíclicos, como o nascer e o pôr do sol.

Compreendido este ponto, há outra coisa que você tem que considerar:

Nosso cérebro é extremamente otimizado.

Ele evita fazer duas vezes o mesmo trabalho.

Um adulto médio tem entre 40 e 60 mil pensamentos por dia.

Qualquer um de nós ficaria louco se o cérebro tivesse que processar
conscientemente tal quantidade.

Por isso, a maior parte destes pensamentos é automatizada e …

Qual melhor tipo de exercício para reabilitação de pessoas com dores crônicas difusas?

Exercício físico, as vezes exige tanto do corpo, que muitos sentem dores no dia seguinte. Mas é normal!

A maioria das pessoas, ao iniciar a atividade física, sente algumas dores musculares no dia seguinte. É clássico ouvir: "Comecei academia/musculação ontem, e hoje estou todo(a) dolorido(a)".

A causa desta dor é o famoso ácido lático (junto com outras toxinas liberadas pelo metabolismo das células musculares). Indica somente que você exigiu um pouquinho além do que seu corpo podia - seus vasos sanguíneos e seu sangue não deram conta de levar nutrientes suficientes para todas as células que se exercitavam.

Tudo bem. Sentir dor após a atividade física não é tão ruim assim, principalmente quando você sabe que ela é consequência do seu esforço no dia anterior e que esta dor vai passar.


Mas, e quem já começa a atividade com dores por todo o corpo, como nos casos de fibromialgia ou outras dores crônicas difusas?

Como fazer? O que fazer? Vale a pena começar com dor? Se esperar a dor …

Curso na Educa a Dor - Dia 2

Depois de outras 10horas de teoria e muita discussão, nossa equipe ganha coesão.

Todos com uma visão humana da saúde, com abordagem individualizada (mesmo para tratamenos em grupo) e visão biopsicossocial da saúde (e do problema da dor crônica). Tratamento com foco no objetivo do cliente, modulação das expectativa, construção de uma relação de confiança com um plano de tratamento participativo rumo ao sucesso da intervensão. Sucesso na percepção de auto-eficácia de cada pessoa que vive com dor persistente.

Fotinho da equipe na manhã de sábado - segundo dia do curso  (faltou o Jamir!)

Durante a tarde,  um papo muito filosófico, regado por discussão de terminologia, psicologia, ... no mundo das idéias (como diria nossa Psicóloga Fabiana).  A sala do pilates nos ajudou a descontrair e deixar as idéias fluirem.




Curso na Educa a Dor - Dia 1

Primeiro dia de curso, equipe nova, motivada, em busca de conhecimento e coesão!

Foram dez horas com muita discussão, aprendizado e um ambiente descontraído com enriquecido pelas trocas de experiência. Abordamos a neufisiologia da dor, projetos da clínica,...  muitos temas interessantes com muito autoconhecimento.






Mais 10horas de Teoria nos aguardam! Vamos seguindo em frente, avançando lentamente, modulando nossas expectativas, mantendo uma postura ASSOCIATIVA & nosso BOM HUMOR!

Curso na Educa a Dor

Para "calibrar" a equipe Educa a Dor e garantir sempre qualidade de nossos serviços estaremos realizando um curso intensivo nos próximos dias.

Tema: Abordagem e Tratamento Interdisciplinar do paciente com Dor Crônica - Méthode Interactionnelle.

Este curso fornece estratégias aos profissionais da saúde para atuar na educação do paciente com dor crônica. Durante as 20horas teóricas, ministradas pela fisioterapeuta Dra. Juliana Barcellos de Souza, Ph.D nossa equipe discutirá assuntos que auxiliam na conquista da autonomia e auto-eficácia da pessoa que sofre com dores persistentes. O curso será concluído após as 15 horas práticas que incluem avaliação e atendimento de um paciente, discussão do caso em equipe, todas as etapas sempre baseadas no modelo biopsicossocial da dor.

Equipe em formação: Herickson Bussolo, Lays Guimarães, Fabiana de Souza, 
Geovna Regis, Alessandra Bertinatto e Jaqueline K. Silva

Pilates com cuidado e concentração

Pilates:  alongamentos com fortalecimento, tem atraído altelas, não atelas, jovens, idosos, pessoas com ou sem dores. Seus benefícios têm lhe tornado cada vez mais populares. 

Exercícios complexos, curiosos, divertidos que exigem muita concentração. Concentração na respiração, na fluidez do movimento e no crescimento axial. O Pilates  pode ser praticado individualmente ou em pequenos grupos e exige a atenção de um profissional formado para corrigir compensações e ajudá-lo, sobretudo, a manter-se concentrado na respiração e fluidez do movimento.


Nossa proposta de Pilates tem um diferencial: Sessões individuais com orientação, cuidado e concentração de terapeuta e paciente. Prevenindo as dores ajudamos você a evoluir com movimento amplo e fluido. 




Venha conferir!  Você é nosso convidado! Agende sua aula experimental,  sem compromisso.

Problemas com o sono?

Dormir , com qualidade, é um dos itens fundamentais para garantir a qualidade de vida do indivíduo. O sono, em suas diferentes fases, proporciona liberação de hormônios e neurotransmissores que melhoram o humor, promovem reparação de pequenos danos musculares, entre outros. No Brasil, desconhecemos estatísticas que indiquem a qualidade do sono da população, porém, dados norte americanos indicam que em 2000 acima de 60% da população dos Estados Unidos relatava ter problema para dormir ao menos um vez por semana. Em 2005 passou a 75%, tornando-se um problema importante em nossa sociedade, pois carência de sono interfere diretamente nas atividades cotidianas, nas interações sociais e no humor, podendo resultar em perda na produtividade e em lesões corporais de diversos níveis. A qualidade do sono depende de vários fatores intrínsecos e extrínsecos ao indivíduos. Do ponto de vista intrínseco, fatores psicológicos e fisiológicos influenciam a qualidade do sono, como o estresse, a dor e do…

Faça como os bebês: brinque, coma e durma bem.

Bom dia,
Ao acordar hoje de manhã, você se sentia em forma, totalmente preparado(a) para encarar um novo dia, uma nova semana?

Ou

Você precisou de alguns minutos extras se revirando na cama, para acordar seu corpo, reduzir a rigidez matinal, aliviar um pouco as dores no pescoço, no quadril,...?

Talvez você não acorde mais com o mesmo vigor que sentia na adolescência e infância- isto é natural, a vida adulta nos impões inúmeras responsabilidades que podem prejudicar nossa qualidade do sono, alimentação e rotina em geral.

Você sabia que recuperar a rotina pode ser uma ótima estratégia no combate a algumas dores crônicas?



Para construir uma rotina saudável sugerimos que você observe os bebês e as crianças. Você pode aprender muito com eles: 

  -  Rotina do sono -  cada bebê tem uma rotina, algumas tomam banho, outras ouvem histórias ou músicas, dormem com um brinquedo, ...
... mas todas têm um ritual para a conquista do sono. Geralmente precedido por um momento calmo para tranquilizar o …

A obra está quase pronta!

Vejam a nossa fachada!
em breve estaremos divulgando nossos serviços.