Avançar para o conteúdo principal

Por que fazer exercício se "tudo"dói antes mesmo de começar?





Esta é uma ótima pergunta e ela provavelmente explique porque, por muitos anos, achava-se que dores crônicas como a fibromialgia eram sinônimos de INATIVIDADE. Hoje, sabemos que o simples fato de não se mover causa rapidamente consequências nefastas nos corpo, causando inclusive dores. Da mesma forma, sabe-se que voltar a se mover, também pode causar dor!

Por exemplo, após uma fratura ou uma cirurgia, dói recomeçar a andar, a se mexer. Pacientes com dor crônica também sentem dores ao iniciar uma atividade física. Na verdade, qualquer pessoa inativa sente dor quando começa musculação ou corrida, por exemplo. É normal, faz parte da adaptação do corpo humano, por isso que sempre prescrevemos atividade física em ritmo progressivo de intensidade moderada.



Mas, se tudo já dói antes mesmo de começar, será que não vai piorar!?

Piorar. Não sei se esta é a palavra exata. Mas, sim, pode doer no dia seguinte. Esta dor da atividade é diferente da dor do dia a dia, alguns pacientes a descrevem como uma « dorzinha de cura ». Mas cuidado, mesmo que seja vista como uma dor « boazinha » ela deve ser evitada ou minimizada, pois indica que você exigiu demais do seu corpo. Por isso falamos tanto em exercício MODERADO e PROGRESSIVO.

MODERADO é um exercício leve, que permite ao seu corpo realizar o que é capaz, sem causar mais sofrimento!
PROGRESSIVO também é um exercício leve, mas ele se intensifica len-ta-men-te, mui-to len-ta-men-te, mui-to mes-mo, ok!? Desta forma, permite-se ao seu corpo adaptar-se, melhorar a ciruculação sanguinea e oxigenação dos tecidos para assim poder realizar mais! Mais tarefas!

MODERADO & PROGRESSIVO são bem conhecidos por aí.
O problema é respeitá-los!
Por isso apresentamos a MOTIVAÇÃO.

A MOTIVAÇÃO é fundamental para que você FAÇA! Ela permite que o exercício seja realizado regularmente. Para aumentar a motivação sugerimos que o exercício seja sempre adaptado a realidade de cada um. Faça o exercício que lhe dá prazer, divirta-se!
Mas cuidado porque a motivação também pode ser vilã! Não deixe ela dominá-lo! Controle-se! Muitas vezes a atividade pode se tornar tão divertida qeu você exagera e esquece do MODERADO e PROGRESSIVO!

Respeite seu corpo, comece BEM devagar! 
Conquiste seu corpo a cada semana. 
Seja regular! Alongue-se e avance lentamente, mas sempre!



Para saber mais :
Crônica completa (francês)



Comentários

Mensagens populares deste blogue

Prevenção da dor crônica

O tratamento precoce de qualquer doença sempre foi uma sábia ação.Com a dor não é diferente. Não sofra à toa! Não tente suportar a dor em situações difíceis e sobretudo, Não deixe que a dor influencie a sua qualidade de vida! Tome uma atitude, adote estratégias (farmacológicas ou não) para o conter o sintoma. 
Eu me lembro bem, eu no pós-operatório da minha cirurgia de apendicite (com 9 semanas de gestação do meu primeiro bebê). Acordei e senti dor. Pedi analgésicos até chegar a um vestígio do sintoma. Eu não ia sair dali com dor né!? Eu estava no melhor local para ser medicada, tinha que garantir meu conforto ali, no hospital, tanto no pré operatório quando no pós! Afinal de contas se estudamos a dor crônica e verificamos que cirurgias com analgesia ineficaz são potenciais fatores de risco para a dor persistente - eu não queria isso de brinde!? E Nem você! Então fale SEMPRE e não sinta dor à toa.
(abro parênteses para defender a dor do parto natural - esta não é uma dor à toa, é uma do…

Dor no Frio - piora? o que fazer?

Desmistificando a Hérnia de Disco - Entrevista

08/10/2016Saúde Mal recorrente na população adulta, cerca de 30% das dores na coluna
podem se tornar crônicas – com maior intensidade e duração. Entre as causas mais
comuns, está a Hérnia de Disco. Advinda de uma fissura no disco intervertebral,
é resultado da má postura, de exercícios ou movimentos bruscos, que pressiona
os nervos da região e gera dor.
“Entre cada corpo vertebral, há um disco intervertebral, cuja função é amortecer e garantir a mobilidade da coluna em diversas direções. A hérnia é uma projeção do disco além do limite do corpo vertebral, uma espécie de massa de modelar seca que, ao mobilizar, perde sua integridade – ao contrário de uma massa nova, úmida, que podemos trabalhar em várias direções sem desmanchar”, explica a dra. Juliana Barcellos, Coordenadora Científica do Comitê de Dor e Movimento da Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED).
A fisioterapeuta alerta que uma quantidade significativa da população adulta sofre de hérnia de disco e apo…